Câncer na Coluna Sintomas: Saiba mais aqui!

Uma das pesquisas mais recorrentes na internet é sobre câncer na coluna sintomas, pois assim, você poderá tomar as medidas o quanto antes.

Vale lembrar que quando se trata de tumor maligno na coluna vertebral, pode ser primário, originário na própria coluna, ou secundário, proveniente de outros tipos de câncer. 

Apesar da lista de sintomas de câncer na coluna que vamos passar, tudo o que for dito aqui não substitui uma consulta com ortopedistas especialistas em coluna para avaliar o quadro e diagnosticar.

Portanto, para esclarecer todas as suas dúvidas, desenvolvemos um material com tudo sobre câncer na coluna, desde os tipos, sintomas, até tratamentos!

O que é câncer na coluna vertebral?

Em primeiro lugar, antes de saber sobre câncer na coluna sintomas, o que é um tumor na coluna vertebral?

Como resultado, um tumor significa literalmente o volume de um tecido no corpo, que pode ser devido a diferentes causas.

No caso de câncer vertebral, geralmente é quando outro tipo de câncer migrou e atingiu a coluna vertebral, que é o chamado de metástase vertebral.

Câncer na coluna quais os tipos?

O câncer na coluna pode ser primário ou secundário. Os tumores primários são relativamente raros, cerca de 5%, sendo provenientes das células dos corpos vertebrais e se desenvolvem muito lentamente.

Então podem ter origem em células ósseas, cartilagem, vasos sanguíneos, do tecido conjuntivo ou das células sanguíneas.

Por sua vez, o câncer chamado de secundário é uma metástase de outro tipo de câncer, ou seja, que se espalhou para a coluna pelo sangue ou canais linfáticos.

As metástases vertebrais são divididas anatomicamente em: coluna torácica (70%), coluna lombar (20%) e coluna cervical (10%).

É um tipo de câncer muito invasivo e agressivo, isto é, destrói o corpo vertebral e provoca instabilidades e deformações na coluna vertebral.

Os tipos de metástases mais comuns na coluna vertebral são câncer de mama, câncer de próstata, de pulmão e rins.

Quais as causas de câncer na coluna?

Além de saber de câncer na coluna sintomas, outra pergunta frequente é: como as metástases atingem a coluna vertebral? Quais são as causas? Elas se formam diretamente na coluna?

Em primeiro lugar, é importante entender o que se passa quando as células se tornam cancerosas.

Nosso corpo possui diferentes tipos de células que normalmente não se desenvolvem ou não se dividem, apenas quando necessário. Essa regeneração celular é regulada e serve para manter a saúde do nosso corpo.

No entanto, às vezes, as células se dividem quando não é necessário, o que causa uma regeneração excessiva dos tecidos.

Esse excesso de tecido forma um tumor, fabricado pelas células benignas ou malignas.

Os tumores malignos, chamados de carcinomas, são sinônimos de câncer. É muito frequente as células cancerosas invadirem o sistema sanguíneo ou linfático.

Dessa forma, as células cancerígenas se propagam a partir de um tumor primário e formam novos tumores em outros órgãos.

As metástases são responsáveis  por cerca de 90% dos casos de morte em pacientes com câncer.

Câncer na coluna sintomas quais são?

Se a sua pergunta é sobre câncer na coluna sintomas, quando se trata de câncer primário, pode permanecer durante um longo tempo assintomático e ser descoberto ao acaso.

Por exemplo, durante um exame de imagem para avaliar outras doenças.

Já no caso de metástases, o primeiro sintoma e o mais comum é a dor. No entanto, as dores podem surgir não apenas na área afetada da coluna, mas também nas regiões do corpo que são alimentadas pelos nervos correspondentes.

A inflamação causada pelas células cancerosas também favorece a dor.

Além disso, algumas metástases provocam um processo de remodelagem do corpo vertebral, e assim, o cálcio é liberado no sangue.

Por consequência, a taxa elevada de cálcio causa problemas renais, assim como arritmias cardíacas.

Problemas neurológicos provocados pela compressão  da medula ou raízes nervosas:

  • Dores nos membros;
  • Dificuldade para caminhar;
  • Problemas urinários.

Já quando a medula está muito comprimida, isso pode causar paralisias dos membros, como paraplegia ou tetraplegia.

Agora, as metástases que destroem o osso vertebral aumentam o risco de fratura na coluna.

Como diagnosticar câncer na coluna vertebral?

Com base no câncer na coluna sintomas e o médico ortopedista em coluna suspeitar de câncer, ele pode solicitar exames de imagem.

Um dos exames é a ressonância magnética, que permite visualizar a medula espinhal e as raízes nervosas, e então avaliar a extensão da doença no canla vertebral.

Esse exame é muito útil ao cirurgião para estimar o risco de atingir a medula espinhal e as raízes nervosas.

Em caso de descoberta de um câncer na coluna, uma biópsia poderá ser feita para confirmar o diagnóstico.

Câncer na coluna quais os tratamentos?

Como você viu, os tumores malignos mais comuns na coluna vertebral são as metástases, e considerando os pacientes com os mais variados tipos de câncer, cerca de 5 a 10% desenvolvem metástases na coluna.

O mais importante desse número e quanto ao câncer na coluna sintomas, apenas 10% apresentam sintomas.

Porém, já quanto ao tratamento, como há outras células cancerosas circulando pelo corpo, é necessário fazer uso de drogas para ter ação em todo o organismo.

Os tratamentos para câncer na coluna certamente podem ser:

Radioterapia

Você sabe como a radiação é utilizada para o tratamento de câncer? Consiste em radiações ionizantes direcionadas à vértebra, com o objetivo de matar o tumor, e podem ser feitas de uma a 20 sessões.

Quimioterapia

É um dos principais tratamentos para tratar tumores primários e metastásicos. 

Então, o paciente recebe um medicamento intravenoso que mata as células com tumor no corpo

Cirurgia

Com a constante evolução da tecnologia na medicina, as cirurgias se tornaram cada vez menos invasivas, como é o caso da cirurgia endoscópica na coluna.

Por outro lado, dependendo do caso, existem vários tipos de cirurgia para metástases na coluna.

Como resultado, as técnicas mais utilizadas são a laminectomia, ressecção ou retirada da vértebra acometida.

Então, no caso de instabilidade mecânica, a cirurgia consiste no uso de parafusos para estabilizar a coluna.

Imunoterapia

É um tratamento moderno que age em moléculas da superfície do tumor, e o próprio sistema imunológico do paciente elimina as células cancerosas.

Câncer na coluna tem cura?

As chances de cura de câncer na coluna são muito individuais e dependem de outros fatores:

  • Momento do diagnóstico inicial;
  • Tipo de tumor, se é primário ou secundário;
  • Estágio do tumor;
  • Extensão;
  • Tamanho;
  • Idade e estado geral do paciente;
  • Resposta ao método de tratamento.

No caso de câncer ósseo, os médicos não costumam falar em cura, mas em remissão da doença, que significa que depois de tratado, o paciente pode não ter mais nem sinais nem sintomas da doença.

Mas é essencial o acompanhamento médico, especialmente pela chance do tumor voltar. Porém, os tumores primários sem metástases apresentam maior probabilidade de cura.

Ou seja, para aumentar as chances de cura, o diagnóstico precoce é essencial!

Quais os médicos especializados em tratar câncer na coluna?

O câncer na coluna são metástases de tumores primários provenientes de outros tecidos do corpo. É normalmente descoberto por ginecologistas, urologistas, oncologistas ou ortopedista especialista em coluna, por exemplo. 

Portanto, já a cirurgia é realizada por especialistas em neurocirurgia, e médicos especializados em radioterapia se ocupam da irradiação do tumor.

Em suma, a boa notícia é que a medicina está muito avançada e o que pode fazer toda a diferença é o diagnóstico precoce!